Blog

5 dicas de segurança nas operações logísticas

5 dicas de segurança nas operações logísticas

As operações logísticas, principalmente dentro de armazéns, são complexas e cheias de detalhes, onde máquinas, equipamentos, veículos e seres humanos interagem o tempo todo.

E durante esse processo de interação é necessário que a equipe de segurança do trabalho esteja atenta para oferecer e supervisionar todos os EPI ‘s, as normas e procedimentos além de manter os treinamentos atualizados.

É inegável que todos os métodos de trabalho trazem riscos, e nos processos logísticos em armazéns não seria diferente. Por isso a importância em observar alguns pontos e procedimentos.

Listamos aqui neste artigo cinco etapas que podem nortear os trabalhos de segurança nas suas operações logísticas e coordenar melhor situações e procedimentos junto às empresas que operam a terceirização logística do seu negócio.

Entre as etapas mais importantes estão:

  • Mapeamento de locais de risco;
  • Treinamento e capacitação dos colaboradores;
  • Manutenção preventiva de máquinas e equipamentos
  • Sinalização dos armazéns;
  • Regras de segurança.
1.Mapeamento de locais de risco
1.Mapeamento de locais de risco

1. Mapeamento de locais de risco

Inicialmente pode parecer lógico e simples que esse procedimento seja realizado, mas algumas variáveis precisam ser levadas em consideração: fluxo de novos funcionários, tamanho da empresa, etc…

Independente do tamanho do seu armazém é importante ter uma sinalização adequada das zonas de carga e descarga, almoxarifado, picking e packing,  e demais setores.

Mantenha uma excelente comunicação com todos os colaboradores para que conheçam bem os setores de toda a empresa.

Caso no seu negócio você opere com funcionários temporários, principalmente em temporadas e períodos sazonais, é muito importante ter em mente um excelente planejamento de comunicação para que todo o novo funcionário tenha conhecimento desse mapeamento de risco.

Mapear o trajeto das empilhadeiras, processos de risco como o empilhamento máximo de caixas, por mais óbvio que pareça, é importante que esteja sempre em evidência para todos os colaboradores.

O check-list diário dos equipamentos de movimentação deve ser rigoroso, preenchido por cada usuário qualificado, visando as manutenções, sempre preventivas ou condições inseguras.

Lembre-se sempre de classificar cada risco quanto à gravidade e os seus setores com o uso de sinalização adequada.

Dessa forma o gestor consegue priorizar campanhas e ações preventivas e corretivas.

 

Treinamento e capacitação dos colaboradores
Treinamento e capacitação dos colaboradores

2. Treinamento e capacitação dos colaboradores

É nesse momento que uma boa equipe de segurança do trabalho é importante. Criar treinamentos confiáveis, campanhas motivacionais de segurança são cruciais para a redução de acidentes e a conscientização dos colaboradores.

Contrate palestrantes, crie boletins que possam ser enviados pelo Whatsapp ou que fiquem em locais visíveis para os colaboradores.

O que a princípio pode parecer algo simples, as ações repetitivas, muitas das vezes até com o uso de linguagem lúdica, fará com que os colaboradores estejam sempre conscientes dos perigos das situações que os cercam.

 

Manutenção preventiva de máquinas e equipamentos
Manutenção preventiva de máquinas e equipamentos

3. Manutenção preventiva de máquinas e equipamentos

A manutenção de máquinas e dos equipamentos logísticos não servem apenas para manter a durabilidade do produto, são em sua grande maioria uma proteção a mais para a segurança dos operadores.

Essas manutenções podem ser realizadas por equipes da sua própria empresa, responsáveis pela manutenção dos equipamentos ou com um contrato direto com os fabricantes.

Caso você trabalhe com uma empresa terceirizada na área de logística, cobre deles os relatórios de manutenção dos equipamentos sob a  responsabilidade da terceirizada.

 

4.Sinalização dos armazéns
4.Sinalização dos armazéns

4. Sinalização dos armazéns

Esse tópico conversa com o item 1. Mapeamento de Locais de Risco. Após um levantamento apurado dos locais, siga rigorosamente com a sinalização deles, seja para tráfego de empilhadeiras, por exemplo, estacionamento dessas máquinas, trânsito de pessoas e áreas de carga e descarga.

Lembre-se de manter todos os colaboradores cientes e atentos às sinalizações, no item 2. Treinamento e capacitação dos colaboradores, deve abordar todas as sinalizações da empresa.

 

5.Regras de Segurança
5.Regras de Segurança

5. Regras de Segurança

Mantenha sempre regras e procedimentos de segurança, para que sejam compreensíveis e objetivas junto a todos os colaboradores. Deixar claro quanto aos riscos à saúde ocupacional é um dever.

É muito importante que esses protocolos tratem de  todas as atividades e setores da empresa.

Torne público e notório essas regras, promova debates e sugestões com todos os colaboradores.

 

Conclusão

Quando uma empresa lida com um volume grande de mercadoria que vale milhões de dólares e ao mesmo tempo precisa cuidar da vida e da saúde de seus colaboradores, medidas preventivas de segurança e a implementação de uma cultura de segurança logística já colocam qualquer negócio à frente no mercado.

Ao contratar uma empresa responsável pela terceirização logística do seu negócio procure atentar quanto aos procedimentos e normas de segurança que essa empresa adota junto a seus colaboradores.

Também é importante saber quais soluções ela pode oferecer que não tragam risco ao seu negócio.

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Search

Categorias