Blog

O que é uma Dark Store? Nova forma de fazer logística?

O que é uma Dark Store? Nova forma de fazer logística?

Talvez você já tenha escutado o termo Dark Kitchen na imprensa. Esse termo ficou famoso em São Paulo quando moradores de alguns bairros reclamaram da poluição que essas “cozinhas escuras” produziam.  

Durante a pandemia diversos restaurantes fecharam as suas lojas e se concentraram em galpões dentro de bairros do perímetro urbano e ali montaram cozinhas de diversos restaurantes para atender a demanda do delivery de alimentos prontos.  Nesse modelo de trabalho não existe atendimento ao público, os alimentos são entregues aos motoboys que realizam o envio para o cliente final.

As Dark Stores

Esse modelo de negócio chegou na logística e grandes players do mercado como Carrefour, Amazon e Walmart já possuem suas “lojas escuras” onde adaptaram o processo logístico de grandes armazéns para espaços menores.

As Dark Stores geralmente são instaladas em antigas lojas no meio do centro urbano e totalmente descaracterizadas, pois não são usadas para vender ao público final.  A finalidade principal desses pontos é a armazenagem, separação de produtos e envio.  É como se fossem realmente lojas, mas estão “camufladas” para o público.

Essa nova abordagem é muito utilizada para garantir velocidade das entregas de mercadorias compradas online, já que a demanda dessas compras triplicaram durante a pandemia e se mantiveram estáveis.   

Sabe quando você compra um produto na loja online e consegue receber no mesmo dia? Então, provavelmente esse produto já estava armazenado em uma Dark Store perto de você. 

Parece que essa será uma tendência para os próximos anos, já que nos cinco primeiros meses de 2022 o faturamento do setor de e-commerce cresceu 785% em relação ao mesmo período em 2019, antes da pandemia. 

Fonte: https://www.smarthint.co/ecommerce-no-brasil

Esse aumento exponencial a cada ano é movido pela confiança dos consumidores nas plataformas digitais de comércio e também na entrega de seus produtos de forma pontual.  

A popularidade das Dark Stores só tende a crescer, visto que entre os fatores positivos desta modalidade estão:  a diminuição dos custos com o frete e o aumento da confiança do cliente final nas marcas.

Gestão logística para Dark Store

Talvez as Dark Store tenham um fluxo de atividades tão dinâmico quanto às rotinas dos armazéns tradicionais.  E possivelmente esse seja um novo mercado para as empresas que trabalham com a terceirização da gestão logística. 

Por ocuparem espaços muito menores do que os tradicionais armazéns logísticos, o custo operacional dessa atividade também é menor, porém as rotinas e os processos podem ser adaptados, mas nunca subestimados. 

A atenção com as rotinas serão as mesmas de um grande armazém:

  • Evitar erros com a identificação de produtos e a conferência de mercadorias; 
  • Erros com a localização de produtos;
  • Contagens erradas; 
  • Informações incompletas;
  • Equipamentos sem manutenção;
  • EPIs

A lista é muito grande, mas esse novo mercado logístico só tende a crescer tanto nos centros urbanos como em cidades menores com mais de 130 mil habitantes.

Qual o papel de uma terceirizada em gestão logística em uma Dark Store?

Acredito que seja o mesmo que já temos em grandes armazéns, só que com soluções mais otimizadas.  Garantindo sempre os mesmos serviços de qualidade e as organizações necessárias de produtos e equipamentos.

Conclusão

Como em todo segmento e épocas, a flexibilidade para se adaptar às necessidades de mercado/consumo existirão e estarão sempre latentes.

Podemos lembrar que há pouco tempo surgiram os Hipermercados, com a alta concentração de produtos, segmentos e serviços, preocupando os mercados de bairros, quitandas, padarias, etc…

Com o passar dos tempos percebemos que os bons mercados de bairro permaneceram e que os Hipermercados, também aderiram aos bairros, com seus micros mercados e franquias.

Todo este movimento de adaptação tem um só propósito: atender a demanda, ao menor tempo e ao menor custo, porém focando na satisfação e praticidade ao consumidor final, e não mais e somente no CUSTO da operação. Grandes exercícios de análises de custo x benefício foram formatadas para esta nova realidade.

Na logística não é diferente, porém quando se pulveriza a Gestão, como demonstram as tendências, surgem os pontos críticos de sucesso, principalmente na Acuracidade do Estoque, alto nível de informatização e colaboradores multifuncionais, adaptados a tarefas com prazos bem enxutos e alta performance.

A Logística não tem limites!

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Search

Categorias